Doces
Doces

Substância cancerígena faz Nutella ser banida na Itália


A Ferrero, fabricante da Nutella, têm negado as afirmações de que o óleo de palma utilizado para fabricar a Nutella e seus chocolates poderia causar câncer.

Em maio de 2016, a European Food Standards Authority alertou os consumidores que um contaminante encontrado na forma comestível do óleo é cancerígeno.

A organização também comunicou que mesmo o consumo moderado da substância representava risco para as crianças e que nenhum nível poderia ser considerado seguro.

O óleo de palma é encontrado em centenas de produtos industrializados, incluindo os chocolates mais famosos e de marcas consagradas no mercado.

Varejistas na Itália, incluindo a maior cadeia de supermercados do país, estão bloqueando a venda do produto como precaução após os alertas.

“Fazer a Nutella sem óleo de palma produziria um substituto inferior para o produto, seria um passo atrás”, disse o gerente da Ferrero, Vincenzo Tapella, à Reuters.

Os óleos substitutos, por exemplo, de girassol ou colza, poderiam ser usados, mas aumentariam o custo de produção do produto em até US$ 22 milhões, tornando a Nutella ainda mais cara.

O problema estaria em um composto conhecido como glycidyl fatty acid ester (GE), que é produzido no óleo de palma ao ser aquecido acima de 200 graus Celsius.

Independent


é bacharel em administração de empresas e fundador da FragaNet Networks - empresa especializada em comunicação digital e mídias sociais. Em seu portfólio estão projetos como: Google Discovery, TechCult, AutoBlog e Arquivo UFO. Também foi colunista de tecnologia no TechTudo, da Globo.com.

View Comments
View Comments
There are currently no comments.

Deixe uma resposta